quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

VIAGEM CULTURAL

Hoje vou relatar uma das poucas viagens que fiz com minha turma de arquitetura e urbanismo, da Universidade Paranaense de Umuarama-PR/UNIPAR.
Essa foi a primeira no ano 2000.
Uma viagem cultural que nós alunos acompanhado de um professor iria fazer para visitar cidades e lugares arquitetônicos para termos idéias, conhecimento e outros, sobre a história da nossa arquitetura brasileira.

Sai de Umuarama-PR no dia 24/08 no final da tarde e segui viagem com a turma.

UMUARAMA-PR

25/08
Passei a noite no ônibus e pela manhã cheguei em São Paulo-SP.Primeira parada foi no hotel para deixar as malas e descansar um pouco, pois foi uma viagem muito cansativa.
Depois fui visitar a Estação da Luz, um metrô com revestimento de aço trazido da inglaterra, com uma arquitetura muito tradicional e colônial daquela época.

ESTAÇÃO DA LUZ

Depois fui a PINACOTECA, um museu na frente da Estação da Luz. Tem uma arquitetura muito bonita, um prédio antigo por fora e por dentro também. Entrei e vi muitas obras bem diferentes, como quadros, esculturas, fotos,porcelanas, etc.

PINACOTECA

Almoçei e na parte da tarde, fui com minha turma visitar a FAU-USP/Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.

FAU-USP

Chegando lá, visitei toda a edificação que é muito bonita, grande, tem materiais bem diferentes do que eu já conhecia, foi bem produtivo. Também assistimos uma aula de urbanismo do pessoal de arquitetura, depois fomos conhecer alguns trabalhos e maquetes que o pessoal faz por lá.

ALGUNS TRABALHOS E MAQUETES DOS ALUNOS DA FAU-USP

A noite fui na loja "FORMA" de móveis e vi muitos móveis para decoração de interiores, tanto para escritórios como para residência, uma diversificação muito grande.Depois fui para o shopping jantar e em seguida para o hotel descansar.

26/08
Depois de uma noite tranquila, de manhã já tinha visita agendada.
Primeira parada no Sesc-Pompéia, obra de Lina Bo Bardi com sua arquitetura em concreto aparente.

INTERIOR/SESC-POMPÉIA
SESC-POMPÉIA

Em seguida fui andar pelas ruas de São Paulo onde vi muitos prédios, obras, praças, também a poluição é bem visível, senti o clima quente e poluído, minha rinite ficou bem atacada, precisei passar remédio e tomar também pra aliviar o ar carregado da cidade. Ao meu ver uma cidade muito boa para se visitar, mas não para morar no meu ponto de vista.

ALGUMAS EDIFICAÇÕES

Parada ao MASP - Museu de Arte. Conheci a biblioteca e uma lojinha que fica no sub-solo. E na parte Superior, entrei para ver uma exposição com obras de quadros de vários artistas.

MASP

Próxima parada foi no parque do ibirapuera, para conhecer a OCA, uma obra muito bonita do arquteto Oscar Niemeyer, tinha a exposição sobre "arte barroca" e visitar a exposição de obras da Bienal que estava acontecendo naquele dia.

OCA

No final da tarde segui viagem com a turma para o Rio de Janeiro, mais uma noite dentro do ônibus, foram 8 horas de estrada e a madrugada foi cansativa porém não consegui dormir.
Quando cheguei no hotel já no Rio de Janeiro-RJ, consegui relaxar, porque o dia ia ser bem cansativo. Muitas visitas, caminhadas e muitas obras para ser admirada.

27/08
Primeira visita do dia, Casa de Canoas em São Gonçalo que fica alguns quilômetros do centro do Rio.
Mais uma obra maravilhosa do arquiteto "Oscar Niemeyer" uma de suas casas onde morou com a família por algum tempo.

CASA DE CANOAS

Em seguida, fui para Niterói onde conheci o Museu de Arte Contemporânea o - MAC. Muito lindo, mais uma obra do arquiteto Oscar Niemeyer um excelente arquiteto que faz das suas obras uma maravilha integrando sua obra com a natureza e aos olhos de quem vê a admiração cada vez é maior e o respeito pelo profissional que ele é fica cada vez mais rica.

MAC

Já no Museu de Arte Moderna o -MAM, foi uma passagem rápida onde conheci só a parte inferior da obra. Não subi para visitar porque já tinha passado do horário de visitação e estava fechada. Mas foi uma experiência muito boa, porque é uma excelente obra, sua arquitetura moderna super estilosa e bem charmosa me chamou a atenção, por seus pilares em forma de V e de escala bem grande, simplesmente fantástico.

MAM - RIO DE JANEIRO/RJ

Em seguida passei por várias ruas, avenidas,calçadão de Copacabana e etc.
Que praia maravilhosa, que vontade de descer e ir tomar um solzinho lá na areia e se refrescar nas águas do mar, pois estava muito quente demais, um sol de mais de 40 graus.

PRAIA, CALÇADÃO E RUAS

A noite fui caminhar na praia conhecer o calçadão. A sensação da brisa do mar era maravilhosa, refrescava e dava uma leveza e um equilíbrio bem suave. Como é bom estar numa praia, sentir aquele cheirinho de areia, de mar, foi demais.

CALÇADÃO-VISTA NOTURNA

Voltei para o hotel descansar. Mais um dia maravilhoso e proveitoso de passeio e visitações, como é bom visitar lugares novos, cidades, aprendemos muitas coisas boas e que no futuro irá nos favorecer para podermos usar em nossas criações de nossas prórprias obras, quadros, esculturas, etc.

28/08
Pela manhã eu já estava bem descansada.Porque dormi como uma pedra de tanta canseira, porque era caminhadas, passeios longos, e muitas visitas, mas era muito produtivo então compensava o esforço, pois eu não queria perder nenhum detalhe,nenhuma obra, nada.
De manhã peguei o metrô para poder chegar no -MEC/Ministério da Educação e Cultura, antigo -MESP/Ministério da educação e Saúde Pública.
Vi um prédio enorme cheio de elementos arquitetônicos super diversos que impressionavam muito.
A cerâmica foi trazida de Portugal nos painéis que tinha na entrada do edifício em tons azulados fazendo o estilo da época.

INTERIOR X TERRAÇO - MEC

No interior o que mais me chamou a atenção foi uma escada elicoidal com materiais de mármore e granito claro, uma mescla que deu um resultado muito aconchegante e acolhedor a quem entrava no ambiente.
O terraço era um lugar encantador que o arquiteto Roberto Burle Marx fez. Uma variedade de plantas de deixar qualquer um maravilhado quando entrava no local.

MEC

No final da tarde, fui visitar o escritório do arquiteto Sérgio Rodrigues, mais conhecido por seus projetos de decoração premiados até fora do Brasil.
Sua obra mais falada é a Cadeira Mole, na qual eu tive o prazer de sentar e também tirar uma foto com o grande mestre.
Pena que ele estava com o horário marcado e já tinha passado do nosso horário e ele tinha clientes para antender.
Mas tirando isso, o arquiteto Sérgio Rodrigues foi super atencioso com a turma, tratou nós super bem e também porque tinha um horário com a esposa de um dos nossos professores que estava fazendo sua tese de mestrado baseado na história dele e foi lá para ter uma conversa, gravou, fez relatórios, fotografias, etc., e poder colocar em seu trabalho.

ARQUITETO SÉRGIO RODRIGUES E SUAS OBRAS

De noite fui no shopping da barra jantar e descansar um pouco, fica no bairro da tijuca um dos bairros mais nobres da cidade, muito bonito. Depois descansar pra ter outro dia de mais descobertas e novidades que vinha pela frente.

29/08
Hoje pela manhã sai com a turma do Rio e fomos para Minas Gerais, fui conhecer Ouro Preto e Belo horizonte.
Primeira parada em Ouro Preto-MG, cidade turistíca por suas igrejas e antiguidades, local onde o tiradentes foi executado em praça pública.
Uma cidade construída sobre um morro, ruas bem inclinadas, ruas com asfalto de pedras antigas, tudo muito antigo e cultural.
Aqui aproveitei cada rua que passei, cada igreja que visitei, cada museu, foi um proveitamento 100% cultural, de história arquitetônica, colônial, história sobre tiradentes, aleijadinho com suas pinturas marcantes.
Alguns lugares que visitei: Igreja Nossa Senhora do Carmo, Casa dos Contos, Museu Aleijadinho e outras tantas igrejas, museus, etc que a cidade oferece para nós estudantes.

A noite descansei no hotel que tem o nome de "Grande hotel",que foi o arquiteto Oscar Niemeyer que fez o projeto, muito lindo e bem incorporado ao local.

HOTEL X INTERIOR

Uma breve curiosidade sobre a cidade

*Vila Rica - Antiga= Porque quando os bandeirantes estiveram aqui só a parte nobre morava ali.

*Ouro Preto - Atual= Conta que quando o povo da cidade descobriu o "Ouro", ele era preto por fora e dourado por dentro.

OURO PRETO-MG

30/08
Segui viagem rumo a Belo horizonte-MG, onde visitei a Igreja São Francisco, também projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, que fica no Bairro Pampulha.

IGREJA SÃO FRANCISCO-PAMPULHA/BH

Um dos lugares mais bem planejados que já vi até hoje.Passei o dia todo pela cidade, vendo prédios, residências, praças, etc. No final de tarde, peguei estrada novamente de ônibus com a turma rumo a Brasília-DF.

31/08
Mais uma noite no ônibus, dessa vez dormi porque a viagem foi longa e cansativa. Quando chegamos de manhã em Brasília-DF, tomamos café e já fomos direto visitar alguns lugares.Primeiro pelo "Sesc" que integra uma pousada. Também sobre a sede da "LBV".
Lembrando que: Brasília-DF a maioria dos projetos foi realizado pelo arquiteto "Oscar Niemeyer" que projetou a cidade com seus outros colegas arquitetos e engenheiros.
A tarde passei pela famosa "Catedral" uma igreja muito linda com seu projeto de fazer você chorar de emoção quando vê a obra.
Pena que estava em obras e passando por processo de restauração, mas já valeu a pena.

CATEDRAL

Depois fui conhecer outros lugares, como: Praça três Poderes, Palácio das Alvoradas, Ministérios, Congressos: Poder Legislativo, Judiciário e Executivo, Plenários: Câmara e Senado, Mastro para bandeira do Brasil, Pombal, Museus, Casa do Presidente e outros.
Aqui deixo algumas fotos de lugares que conheci em Brasília-DF.

BRASÍLIA-DF /1

BRASÍLIA-DF /2

BRASÍLIA-DF /3

Também passei pela frente do Quartel do Exército que é uma obra linda e tem uma praça do outro lado que também é muito bem elaborada e de muita criatividade, simplesmente maravilhosa.

QUARTEL DO EXÉRCITO

Depois de um dia exaustivo e super cansativo, ainda consegui numa visita de um dos museus cair um tombo e machucar o joelho.
A noite o pessoal da minha turma foi pra uma balada noturna e eu tive que ficar no hotel porque não aguentava de dor no joelho.Mas achei que não ia ser nada que no outro dia eu ia aguentar caminhar normal.
Nesse dia ainda não sabia que a rótula do meu joelho tinha saido do lugar, por isso a dor era imensa e tive que descansar para poder aguentar até chegar em casa e ir no fisio.

01/09
Depois de uma noite com muita dor no joelho. Acordei e o joelho já estava enorme e inchado, mas não quis ir no médico porque fiquei com medo, achei que ia aguentar chegar até em casa. Eu aguentei, mas foi sofrido em alguns momentos por onde passei.
De manhã passei pela Casa de Madeira, do arquiteto:Zanini, que estava em construção e vai ser um restaurante dentro da Universidade de Brasília/UNB, também conheci o "Memorial Juscelino Kubitschek", onde está toda a história de sua carreira é um lugar muito interessante.

MEMORIAL JK

De tarde fui no parque de exposição da cidade, que estava acontecendo a "Exposição de 90 anos do Arquiteto Oscar Niemeyer".

EXPOSIÇÃO 90 ANOS - OSCAR NIEMEYER

Finalizando o dia em Brasília-DF com visita: Igreja de Fátima, Superior tribunal de Justiça, Torre de TV e jantando no shopping, dormir no hotel e no outro dia seguir para Goiânia-GO e depois voltando pra casa novamente.

02/09
De manhã última parada em Brasília-DF no Palácio do Itamarati, mas só passou por lá, nem parou, e já seguir viagem rumo a Goiânia-GO.
Chegamos em Goiânia-GO a tarde e fui dar um passei pela cidade. Conheci a rodoviária nova que foi projetada pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha, depois passando pelo centro cívico e praça, parada para descanso.

PRAÇA DE GOIÂNIA-GO

Sai de Goiânia-GO já no final da tarde, e seguindo rumo a Umuarama-PR novamente. Ainda bem que eu estava voltando porque meu eu já não aguentava nem andar direito de tanta dor que eu tava sentido, mais um dia e eu iria ter que procurar um médico urgente.Passando a noite no ônibus mais uma vez, dias cansativos, porém de muito conhecimento, sabedoria, de visitas e outros, que nunca mais eu vou esquecer.

03/09
Depois de horas e horas de estrada, dormindo mau, acordando pela estrada ainda e tomando café da manhã em ponto de parada de ônibus, enfim chegada gloriosa em casa, finalmente as h:10:15m da manhã.
E pra finalizar o dia indo no fisio, onde descobri que tinha saido a rótula do lugar e tive que engessar a perna e ficar uns 20 dias de molho. Depois de tudo, de volta as atividades normais.

Concluindo que, por todos os lugares por onde andei, cidades que conheci, obras, exposições, museus, etc., só acrescentou na minha vida pessoal e profissional, foi uma experiência única que só quem passa poder descrever a felicidade, emoçao e tudo mais que faz despertar em você.
Espero que tenham gostado da minha experiência acadêmica que tive durante a universidade.Até a próxima, fui.

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

MON - 2011

MUSEU OSCAR NIEMEYER - CURITIBA/PR

Nessa última ida a Curitiba-PR em Dezembro de 2011, fui visitar minha família que esta morando lá desde maio de 2011.
Conheci vários lugares muitos lindos, pois adoro conhecer as novidades e diferentes que a cidade oferece, e posso afirmar tem muitas coisas boas e maravilhosas pra ir ver.
Hoje estou postando sobre minha passagem no Museu do Oscar Niemeyer- o MON, vou retratar um pouco o que vi e a emoção que senti ao ver aquela obra linda demais.

FRENTE DO MUSEU

FUNDOS DO MUSEU

Este é o site do museu, caso tenham interesse em conhecer, obter algumas informações, etc.

http://www.museuoscarniemeyer.org.br

Fazia muito tempo que eu queria visitar o museu, mas sempre que eu ia pra Curitiba-PR, nunca dava tempo de visitar a obra do Oscar Niemeyer.
Mas dessa vez acabou dando certo e fui em dois dias, porque quando fui no primeiro dia com meu esposo, nós entramos dentro do museu fui tirando foto de várias obras, etc, mas a bateria da minha maquina acabou e não deu pra tirar foto da frente do museu, o olho principal.
Então tivemos que voltar outro dia pra poder tirar fotos da frente do museu que é um espetáculo de linda.

1. DIA - 23/12.

Quando chegamos no museu pra mim foi uma surpresa, porque parecia ser maior do que eu imaginava, mas como o arquiteto Oscar Niemeyer sempre surpreende a gente, fiquei maravilhada de ver o monumento que ele fez.
Posso dizer que é uma obra marcante. Fica num lugar meio retirado da cidade, mas é o tipo de obra que dá vontade de ficar tirando fotos e mais fotos.
Então fomos conhecer ela por dentro primeiro, pagamos a entrada e começamos a visitação.

ENTRADA PRINCIPAL

Pensa num olhinho que não parava de brilhar com tanta coisa diferente, muitas obras, quadros, estátuas, cada ambiente projetado para cada tipo de exposição dos mais diversificados artistas, etc.

OBSERVANDO CADA OBRA NOS MÍNIMOS DETALHES

RETRATANDO CADA MOMENTO DENTRO DO MUSEU

Cada andar visitado era registrado tudo que dava, pois não é sempre que a gente visita um museu.

UMA FOTO DO CASAL-ARQUITETA E PSICÓLOGO

Pois na minha cidade nem tem esse tipo de monumento histórico. Quero dizer que tem uma sim, mas é pequeno e sobre algumas coisas que contam um pouco sobre a história da cidade, mas nada comparada a essas grandes obras que a gente vê nas cidades grandes.
Como é bom sair de casa, ver tudo novo, é muito inspirador, da uma levantada no astral da gente, faz a gente ter idéias das mais simples as mais loucas que só quem passa por uma experiência assim sabe descrever o quanto é bom viver a vida vendo o que a de novidade em tudo.
É um pazer emotivo, porque tem obras que emocionam, tem aquelas que da vontade de rir, que faz você pensar em muitas coisas, aquelas que retratam sobre a história do seu país,livros sobre plantas medicinais da época do passado, obras de colecionadores que nunca a gente nunca imaginou um dia ver, etc.
Fiquei encantada com tudo o que vi e tenho certeza que meu esposo ficou mais ainda, foi um dia de muito estudo, aproveitamento 100% de conhecimento cultural, artistico e tudo que a gente pode imaginar.
Agora vou colocar fotos que falam por si só, de algumas obras que vimos dentro do museu espero que gostem, pois eu adorei, foi pra mim um dia muito produtivo.











2. DIA -28/12.

Hoje visitamos só a frente do museu a parte do Olho principal que faltava para tirar nossas fotos de recordação.

FRENTE DO MUSEU

Camus diz em 'O Estrangeiro' que a razão é inimiga da imaginação. Às vezes, você tem de botar a razão de lado e fazer uma coisa bonita.(Oscar Niemeyer)

Simplesmente perfeito, uma obra fantástica. Também nosso ícone da arquitetura brasileira o percursor de obras maravilhosas, inspiradoras,o Arquiteto Oscar niemeyer que aos mais de 100 anos de vida, ainda nos proporciona obras de fascinar os olhos de quem vê.

CASAL- ARQUITETA E PSICÓLOGO

A vida é importante; a Arquitetura não é. Até é bom saber das coisas da cultura, da pintura, da arte. Mas não é essencial. Essencial é o bom comportamento do homem diante da vida.(OSCAR NIEMEYER)

Já está deixando marcado na história do brasil e do exterior também onde tem obras excelentes, seu trabalho, seu talento e nunca será esquecido por ninguém, nem pelos leigos e muito menos pelos arquitetos do mundo todo.
Uma referência de profissional competente que já existiu em nosso país.

EU E MINHA MÃE

Cem anos é uma bobagem. Depois dos 70 a gente começa a se despedir dos amigos. O que vale é a vida inteira, cada minuto também, e acho que passei bem por ela.(OSCAR NIEMEYER)

Deixando aqui mais um pouco sobre a minha história, momentos de lugares por onde andei,o que conheci, o que faço no dia-a-dia, estudos, etc.
Boa tarde e até a próxima leitura...

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

TEODOLITO

*UM POUCO SOBRE O "TEODOLITO"


Os teodolitos são equipamentos destinados à medição de ângulos, horizontais ou verticais.

O mais usado na engenharia civil é o: Teodolito Eletrônico, que é um dispositivo com ótica de alto rendimento, mecânica de precisão, facilidade de utilização e altíssima confiabilidade.
Normalmente faz parte de um sistema modular que permite adaptar outros equipamentos de medição (distanciômetro ou trena eletrônica) que se adeqüem às suas novas necessidades a um custo reduzido.



Objetivando a determinação dos ângulos internos ou externos de uma poligonal, bem como a posição de determinados detalhes necessários ao levantamento.

O teodolito é posicionado em um ponto de forma que esteja nivelado com o eixo de gravidade do local, mira-se com a luneta para um outro ponto e, então, toma-se sua medida angular.
Precisamos no mínimo das medidas de três pontos diferentes.
Para o cálculo de tais medidas, aplicam-se sistemas de triangulação (método de levantamento baseado na trigonometria).
Através desses dados, podem ser confeccionadas cartas ou plantas topográficas e mapas.
Emprega-se o teodolito em Topografia e Geodésia sendo seu uso também aplicado à engenharia.
Geralmente junto do teodolito é usada uma bússola para medir os ângulos formados pela posição no terreno em que está sendo realizado o levantamento topográfico/geodésico, com a direção do meridiano magnético.


SISTEMA DE EIXOS:
VV : Eixo vertical, principal ou de rotação do teodolito;
ZZ : Eixo de colimação ou linha de visada;
KK : Eixo secundário ou de rotação da luneta.

Atualmente existem diversas marcas e modelos de teodolitos, os quais podem ser classificados em:
- finalidade: topográficos, geodésicos e astronômicos;
- Quanto à forma: ópticos-mecânicos ou eletrônicos;
- Quanto a precisão: A NBR 13133 (ABNT, 1994, p. 6) classifica os teodolitos segundo o desvio padrão de uma direção observada em duas posições da luneta.

Existe três gerações de teodolitos:
o trânsito (mecânico e de leitura externa);
o ótico (prismático e com leitura interna);
e o eletrônico (leitura digital).


Partes do Teodolito



Acessórios

Entre os acessórios mais comuns de um teodolito estão:
o tripé (serve para estacionar o aparelho);
o fio de prumo (serve para posicionar o aparelho exatamente sobre o ponto no terreno);
e a lupa (para leitura dos ângulos).


OBS.: Alguns teodolitos antigos possuíam a bússola acoplada em sua estrutura, como é o caso do teodolito-trânsito.
Era comum existirem bússolas topográficas com os pontos cardeais Leste e Oeste invertidos, pois isso facilitava a leitura do ângulo no seu quadrante.